Lucy Hale contou para a Refinery29 porque decidiu usar o DIU e colaborar com a farmacêutica Bayer para conscientizar as jovens a pesquisarem outros métodos contraceptivos de acordo com suas necessidades. Confira traduzido abaixo:

Nos últimos anos, parece que todo mundo – desde sua melhor amiga até legisladoras – falam sobre usar um dispositivo intra-uterino, mais conhecido como DIU, como método contraceptivo. É fácil ver o apelo desses dispositivos: assim que ele é inserido no útero, pode prevenir a gravidez e reduzir os sintomas da menstruação por uns anos. Agora, a atriz Lucy Hale estáse abrindo sobre porque ela escolheu o DIU em uma nova campanha com a Bayer.

“Eu acabei de fazer 30 anos, minha carreira está excitante, eu estou por todo lado e eu tenho muita coisa pra me preocupar – e prevenir a gravidez não deveria ser uma dessas coisas”, Hale conta a Refinery29. Sendo alguém que tem “a menstruação mais dolorosa”, e não pode tomar o anticoncepcional direito por causa da agenda de filmagens, o DIU Kyleena, um DIU hormonal que dura cinco anos, pareceu a escolha certa. “Eu quero ter uma família um dia, mas não agora, então o DIU é uma das coisas que se encaixa perfeitamente com a minha vida, então não tive dúvidas.”

Crescendo em uma família médica com uma mãe que era parteira, Hale estava acostumada a ter conversas francas sobre métodos contraceptivos e outros problemas femininos em casa. “Eu sempre fui o tipo de pessoa que é um livro aberto sobre meu corpo e sobre mim mesma,” ela diz. “Eu me sinto sortuda que minha mãe abriu o caminho pra mim.” Desde jovem, Hale lembra de saber o que eram métodos contraceptivos e como funcionavam, embora ela reconheça que nem todo mundo tem a mesma liberdade. “Muitas meninas não tinham acesso, e elas ficavam assustadas ou envergonhadas de falar sobre essas coisas,” ela diz. “Pra mim isso é o mais normal do que a maneira como eu cresci.”

Mesmo agora, adulta, Hale diz que ela ouviu histórias assustadoras de amigas sobre como o DIU funcionava, e como elas se sentiam, o que a deixou apreensiva. Com sorte, sua experiência com o DIU foi “indolor”, ela diz. Testemunhar essa discrepância em primeira mão foi uma das razões que ela se inspirou a criar uma série de vídeos com a Bayer, que dissipa alguns dos equívocos sobre o DIU de uma maneira leve. “O principal é que cada mulher é diferente, o corpo de cada mulher é diferente, e você tem que tomar a decisão certa pra você,” ela adiciona.

Hale espera que usar sua plataforma para falar sobre sua experiência com anticoncepcional ajude a empoderar seus fãs a explorarem as opções de contraceptivos que estão disponíveis para elas. “Estamos em um momento legal para as mulheres, em que podemos tomar essas decisões, e também é um momento assustador para as mulheres,” ela diz. “Precisamos tomar nosso poder de volta e aprender o máximo que pudermos – e se isso der certo pra você, é ótimo.”

Fonte: Refinery29

Lucy Hale é a nova embaixadora da farmacêutica Bayer, e ela está fazendo campanha para o uso do IUD, mais conhecido como DIU no Brasil. Confira a entrevista para a Bustle traduzida abaixo:

Antes da adolescência a atriz Lucy Hale já entendia sobre métodos contraceptivos. Desde quando a mãe da estrela de Pretty Little Liars trabalhava como enfermeira de parto, Hale perguntava sobre os benefícios de diferentes opções de métodos anticoncepcionais. Porém muitas pessoas não se sentem confortáveis para conversar abertamente sobre o assunto com amigos, membros da família ou profissionais de saúde. “É assustador fazer essas perguntas,” Hale conta a Bustle, e adiciona, “pode ser constrangedor”. Hale agora é parceira da companhia farmacêutica Bayer para aumentar a conscientização sobre o DIU com a campanha #WhyIUD, que disponibiliza informações através de um médico ginecologista sobre os riscos e benefícios de Kyleena e outros tipos de DIU. A campanha foca em Hale, que está usando DIU há mais ou menos um ano, e sua jornada para trocar a pílula anticoncepcional pelo DIU Kyleena. Hale conta que tentou diversas pílulas anticoncepcionais durante os anos mas ano passado, decidiu que era hora de mudar.

“Para mim, lembrar de tomar a pílula estava se tornando uma obrigação,” ela conta. Com sua agenda atrapalhando tomar a pílula constantemente, Hale consultou seu médico sobre diferentes opções. Ela explicou que não está preparada para engravidar no futuro próximo e que queria poder focar na sua carreira sem ter que lembrar de tomar a pílula todos os dias. Hale escolheu o DIU Kyleena, um plástico em formato de T inserido no útero que previne gravidez, com a recomendação do seu médico.

Mas Hale conta que tinha apreensões sobre o DIU antes do seu ginecologista colocar. Minha maior preocupação era “Vai doer? Consigo sentir? Minha menstruação vai ficar mais fraca?”. Ela também se preocupou com o procedimento, achando que seria um processo longo e doloroso. Todo mundo tem uma experiência diferente mas Hale diz que seu procedimento foi rápido e fácil. Agora ela está com o tipo de método anticoncepcional mais efetivo (fora abstinência) por mais de um ano.

Dr. Yesmean Wahdan, Diretora médica da Bayer e ginecologista, conta a Bustle que as frustrações de Hale com a pílula e hesitações com o DIU são comuns em muitas pessoas com útero que exploram diferentes tipos de pílulas. Todos nós que tomamos pílulas podemos nos lembrar de muitas vezes que esquecemos de colocar o pacote na bolsa antes de sair de casa ou esquecemos de tomar no mesmo horário todos os dias. Muitas pessoas com essas frustrações nem conheciam o DIU. No questionário Bayer’s Millennial Women’s Health, no qual 1.000 mulheres entre as idades 18 e 35 foram entrevistadas sobre seu conhecimento sobre DIU e outros métodos contraceptivos, apenas 28% tinham informações sobre o DIU. “Isso me ajudou a entender que as pessoas precisam de informação sobre suas opções para um período mais longo,” conta Wahdan.

Existem dois tipos de DIU – cobre e hormonal. O DIU de cobre não contém hormônios, em vez disso conta com aversão de células espermáticas no cobre para prevenir gravidez em até 12 anos. DIU hormonal, como Kyleena, engrossam o muco no colo do do útero para bloquear e prender o espermatozoide e às vezes para a ovulação. Dependendo da marca o DIU hormonal dura de 3 até 7 anos. “O DIU estava no topo da minha lista,” Hale conta sobre sua decisão de usar o Kyleena. “Tem poucos hormônios, o que é importante para mim. É pequeno, não consigo sentir, foi uma decisão fácil para mim.”

Ao participar dessa campanha e compartilhar informações médicas sobre o DIU Hale espera desafiar a estigma da discussão sobre anticoncepcionais. “Estou abrindo esta porta para mulheres jovens começarem a conversa por que é o que queremos fazer, fazer com que a informação certa esteja disponível,” diz Hale.
O primeiro passo de escolher um método é achar a coragem de fazer as perguntas e descobrir o que mais faz sentido para o seu corpo e estilo de vida. Compartilhando sua história, Hale quer encorajar as pessoas a conversarem com seus médicos. “A única coisa que temos é nosso corpo,” Hale diz. “E eu acho que nos educar sobre nossas opções é a coisa mais importante que podemos fazer.”

Fonte: Bustle

Aconteceu hoje em Beverly Hills o Summer TCA Press Tour, onde as emissoras de televisão anunciam as próximas séries e seus respectivos trailers para membros da imprensa.

Katy Keene teve seu painel com o elenco principal completo e o show-runner Roberto Aguirre-Sacasa. Separamos alguns comentários de pessoas presentes sobre a série, leia traduzido abaixo:

“Roberto diz que quando começou Katy Keene originalmente, era uma versão mais obscura mas Peter Roth e WBTV disseram que queriam algo inspirador. Roberto gosta que tem um tom diferente na série.”

“Lucy Hale diz que Katy Keene é uma realidade aumentada da sua última série. Ela disse que vamos ver as lutas de tentar crescer em NYC. Todos os personagens tem grandes sonhos e objetivos.”

“O produtor executivo Michael Grassi diz que a música é uma grande parte da série. Terão covers e Roberto espera que os atores cantem nos episódios.”

“Roberto também disse que tentaram pegar locações que não tinham sido usadas em outras séries, como a Times Square. Sarah Schechter disse que parte da diversão foi achar locações em NYC onde as pessoas realmente vivem.”

“Roberto disse que queria que a série fosse mais que moda – é sobre um grupo de artistas. Perceba que os quadrinhos de Katy Keene são os mais bonitos que a Archie Comics já publicou. A série se baseia na iconografia dos quadrinhos.”

“A produtora executiva Sarah Schechter diz que terão esquinas obscuras e perigo em NYC. A série não vai fingir que NYC não é um lugar intenso para se viver.

“Lucy Hale diz que se vê na Katy Keene – ela se lembra de quando ela e sua mãe se mudaram pra LA para a temporada de pilotos de séries quando ela tinha 15 anos.”

Confira as fotos em alta qualidade do painel em nossa galeria clicando nas miniaturas abaixo:

APARIÇÕES EM EVENTOS – EVENTS & APPEARANCES > 2019 > 04/08 – SUMMER TCA PRESS TOUR – DAY 13 AT THE BEVERLY HILTON HOTEL IN BEVERLY HILLS, CA

summertca040819-003.jpg summertca040819-001.jpg summertca040819-004.jpg

Foi divulgado hoje (4), o trailer completo de ‘Katy Keene’ durante o Summer TCA Press Tour, que aconteceu em Beverly Hills, Califórnia. O elenco da série estava todo presente, junto com o show-runner Roberto Aguirre-Sacasa.

Confira o trailer legendado pela nossa equipe ativando o player abaixo:

Lucy concedeu uma entrevista para o site Mind Body Green, onde falou de sua rotina de cuidados consigo mesma e o que ela faz para se acalmar de uma crise de ansiedade. Confira traduzido abaixo:

Lucy Hale tem 30 anos e está brilhando.

Tem apenas dois anos desde que a estrela de Pretty Little Lies deixou Rosewood, mas falar que Hale cresceu muito desde os dias que interpretava a misteriosa Aria Montgomery seria um eufemismo. A atriz recentemente conseguiu o papel principal no spinoff de Riverdale, Katy Keene, e com alguns filmes para serem lançados em 2020, parece que Hale está dando as boas vindas ao grande 3.0 – e todas as oportunidades que estão a frente – com braços abertos.

“Eu acho que, em geral, as mulheres estão começando a se sentirem empoderadas enquanto crescem na sua própria felicidade, e eu acho que os 30 anos é algo para esperar,” Hale conta a mbg. “Estou olhando para a próxima década com animação e mal posso esperar para o que vem por aí!”

Hale é uma das poucas pessoas que aparenta ser alegre sem se esforçar o tempo inteiro, mas não se engane. Ela é a primeira a admitir que precisou de muito trabalho para ter essa atitude positiva. O segredo, ela conta, é checar consigo mesma, ter certeza que primeiramente sua saúde mental está sendo cuidada.

Colocando saúde mental como prioridade.

“Consciência de saúde mental é algo que sou apaixonada, por isso eu sinto a necessidade de compartilhar minha história com outros” Hale conta a mbg. Essa declaração faz referência à recente publicação no Instagram, na qual ela contou sobre sua experiência com ansiedade (“Sou uma pessoa extremamente ansiosa. Eu me preocupo com tudo,” ela escreveu em sua foto. “Me preocupo com coisas que ainda não aconteceram. Eu sinto a preocupação de outras pessoas. Eu diria que minha ansiedade controla minha vida em certos dias.” Quem sente o mesmo? )

Hale conta que começou a meditar e colocar intenções positivas não apenas para ajudar a lidar com momentos de ansiedade mas também para continuar emocionalmente e mentalmente bem todos os dias.

“Tirar um tempo para meditar realmente me ajudou com minha ansiedade. Eu prefiro fazer pela manhã para começar bem o dia mas se não conseguir encaixar no meu no meu cronograma eu tento me dar cinco minutos sozinha quando estou me sentindo ansiosa ou sobrecarregada”, ela conta. Não precisa ser um período longo de tempo, só precisa existir.

Sobre aderir a uma rotina.

De acordo com Hale, como você começa sua manhã define o ritmo para o resto do dia. Ela começa com o café da manhã dos campeões – café – e passando tempo com Elvis, seu adorável cachorro (que tem sua própria conta no Instagram).

“Minha rotina matinal é sagrada para mim e me mantém com os pés no chão mentalmente,” Hale conta mbg. “Após acordar, café é necessário, e eu geralmente aproveito enquanto passeio com meu cachorro. Eu também gosto de me exercitar de manhã, quando minha agenda permite, para clarear minha mente e definir o ritmo para o dia.” Isso e meditação quando é possível.

Sobre transformar exercício em self care.

Bike, circuito e treinamento de força são exercícios que a estrela de Life Sentence pratica, mas o seu favorito é o high-intensity interval session. “Todo mundo tem algo diferente que os faz se sentirem bem, e eu gosto genuinamente de exercícios e transformei isso em um self care,” ela conta. “Eu gosto de mudar e me desafiar – fazer um exercício intenso é meu tipo favorito pois me deixa suada e realizada.”

Recentemente Hale comandou uma aula na Propel Co:Labs Fitness Festival em Los Angeles com Luke Milton da Training Mate, uma experiência que a tirou da sua zona de conforto. Mas isso não importou. Isso não é algo que ela coloca pressão para ser perfeita. Ao contrário, fazer exercícios é um hobby para a atriz, faz ela se sentir bem mentalmente e fisicamente.

“Pode soar clichê mas fazer exercícios me ajuda a relaxar e me coloca em uma boa mentalidade para começar o dia,” ela conta mbg. “Exercícios me fizeram ficar mais focada, confiante e equilibra minha vida, eu quero que outras pessoas descubram isso também.”

Nem todo mundo gosta de fazer exercícios e nem tudo que você vê nas redes sociais vai funcionar para você – uma lição que Hale aprendeu por tentativas e erros.

“Eu experimentei detox de aipo – e não funciona pra mim. Não é gostoso e é difícil continuar por um longo tempo,” ela conta a mbg. “Eu tento ser saudável mas para mim isso significa trocar um pouco. Eu gosto de uma boa vitamina depois de um exercício – um dos meus lugares favoritos em LA chama-se Creation. E aveia é uma ótima fonte de proteína e muito fácil. Eu também amo peixe – especialmente sushi. Quando eu morei em Vancouver, poke é gigante lá, e é do lado do pacifico.”

Hale acredita que encontrar sua própria definição de self care é importante. Para ela isso significa tentar viver uma equilibrada na qual ela se mantém saudável, continuando com o que funciona e largando o que não funciona.

Talvez o self care mais estranho? Ir no supermercado.

“Estranhamente, fazer mercado é super terapêutico pra mim. Andar pelos corredores e ver o que é novidade e ler etiquetas é extremamente prazeroso pra mim,” Hale conta a mbg. “Para outras mulheres, eu acho que todo mundo deve encontrar o que bem estar significa para eles – pode ser um banho, passar tempo com os pets e pessoas queridas, ou andar pelo supermercado como eu faço! Ter tempo para cuidar de si mesma é muito importante para sua saúde mental e física, eu encorajo todos a acharem o que gostam!”

Fonte: mbg

Lucy concedeu uma entrevista para o site PopCulture onde contou um pouco mais sobre sua nova série Katy Keene, que começa a ser filmada em setembro em NYC. Confira traduzida:

A CW anunciou em março que Lucy Hale estaria assumindo o papel de Katy Keene na série de mesmo nome, a série é baseada na personagem amante da moda que apareceu pela primeira vez nos quadrinhos da Archie Comics nos anos 40.

Katy Keene é uma aspirante a designer de moda que fará o que for preciso para realizar seus sonhos em Nova York, e Lucy, que trabalha como atriz desde adolescente, disse à PopCulture.com que se relacionou instantaneamente com a paixão e energia da personagem.

“Eu vejo muito de mim nela, eu me mudei para Los Angeles como uma garota de 16 anos que tinha esses grandes sonhos e faria qualquer coisa para fazê-los acontecer e, obviamente, Katy é exatamente da mesma maneira e todos os seus amigos são da mesma maneira. Eles estão em seus 20 e poucos anos e todos eles têm um sonho diferente ou um objetivo diferente e eles não vão parar em nada até que isso aconteça “.

“Eu acho que a luta, a esperança e a inclinação de seus amigos e tudo isso realmente me lembraram de mim mesma e da minha jornada para onde estou”, continuou Lucy. “Eu acho que vai ser realmente inspirador para as pessoas. Eu acho que precisamos de mais séries como essa, onde vemos pessoas parando por nada para fazer o que quer que seja ser realizado.”

Como Riverdale, Katy Keene é baseada nos personagens da Archie Comics e Lucy compartilhou que ela quer ter certeza que estará fiel ao espírito de Katy e de como ela foi escrita.

“Eu sempre fico nervosa em assumir um novo papel e, especialmente, se é um assim. Eu sempre quero fazer justiça e quero chegar o mais perto possível dos quadrinhos. Eu acho que é sempre legal criar um novo mundo e eles realmente confiaram em mim com essa personagem.”

Lucy revelou que Katy Keene é muito diferente de Riverdale, com a próxima série focada muito mais na magia da cidade grande do que assassinatos em cidades pequenas.

“É completamente diferente do que eu acho que os fãs estão esperando da série porque você ouve ‘Riverdale’ e acho que você espera que seja parecido e não é, nem um pouco,” diz a atriz de 30 anos. “É sobre um grupo de quatro amigos e as trilhas e tribulações de viver na cidade grande e serem derrubados várias vezes e se levantar para tornar seus sonhos realidade.”

Junto com Hale, Katy Keene contará com Jonny Beauchamp como o performer Jorge Lopez e seu alter-ego, a drag-queen Ginger, Julie Chan como a socialite Pepper Smith e Ashleigh Murray como a cantora Josie McCoy, um nome que os fãs de Riverdale vão reconhecer fácil. Katy Keene começa anos depois de Riverdale, quando Josie se muda para NY para correr atrás dos seus sonhos de se tornar uma estrela, com a série incluindo algumas coisas do tipo”deixamos o público saber que sabemos sobre Riverdale,” Hale revela.

Katy Keene já tece seu episódio polito gravado e vai para NYC no próximo mês para filmar o resto da primeira temporada, já que a temporada completa já foi encomendada. Já que a Katy Keene está sendo divulgada como a “Rainha americana do pin-up e da moda”, não é surpresa que moda será uma grande coisa na série, e Hale compartilhou que terão muitas referências aos quadrinhos, e que ela não necessariamente usaria as roupas da personagem na vida real.

“Katy é muito mais menininha do que eu. Ela é muito mais feminina,” ela admite. “As coisas que ela inventa, eu nunca, em um milhão de anos, pensaria nisso, mas é divertido brincar de me vestir com ela e isso é realmente a vida dela, moda é a vida dela.”

Fonte: PopCulture