15
mar 18

Lucy concedeu uma entrevista ao site Coveteur onde contou que já pensou em desistir de atuar. Confira traduzido abaixo:

Depois que Lucy Hale emergiu de uma mudança de roupa na NYC’s Patent Pending, não posso deixar de notar o logotipo em sua camisa. Re/Done (Re/Feito), em letras brancas negritas e, embora esteja bem ciente da marca popular de roupas, a associação de palavras me diz que é bastante apropriado. Re/Done me faz pensar em fazer mais, o que me faz pensar em segundas chances. Quando você simplifica isso, você percebe o tema da nova série de Lucy, Life Sentence. Quando você vai um pouco mais fundo, é a fase atual da carreira da atriz. Ela está começando, e não mais como à Aria de Pretty Little Liars. Agora ela interpreta Stella: uma mulher doente que, depois de anos de luta, recebe alta dos médicos já que está curada e então tem que descobrir o resto de sua vida.

“Para assinar em um novo programa de TV, você deve dizer: “Posso me ver fazendo isso por X anos?”, Ela diz sobre seu papel na série, que vai ao ar às quartas-feiras às 21:00 da noite no CW. “E eu poderia. Eu realmente gosto de interpretar Stella, e eu amo as pessoas [na série]. É um trabalho dos sonhos.”

Claro, Lucy tem atuado desde sempre e até mesmo perseguiu cantar em certos pontos. Então, com o tema das segundas chances na minha mente, eu não posso deixar de perguntar: Lucy já pensou em fazer outra coisa? O que a fez assinar em outro grande programa de TV? E ela apenas só viveu o momento como sua personagem? De uma cabine mal iluminada, a atriz respondeu tudo e mais.

Estando na indústria por tanto tempo, você já pensou em fazer algo diferente?

“Já houve momentos. Quando criança, entretenimento sempre foi meu hobby, então, desde que consigo me lembrar, essa é a única coisa que eu já pensei em fazer. As pessoas me perguntam o tempo todo: “Se você não fosse um artista ou uma atriz, o que você faria?” Eu podia me ver sendo uma estilista, ou ser uma esteticista. Eu amo cuidar da pele. Eu gostaria muito de ser uma esteticista. Mas houve momentos na minha carreira de atriz onde eu pensei: “Eu gostaria de parar isso e fazer outra coisa?” Eu acho que é normal questionar o que você faz. E depois eu vou ter um sinal do universo que é como, ‘Não, você está no caminho em que você deveria estar.’ Eu tenho momentos em que eu estou trabalhando onde estou tão sobrecarregada com a alegria do que eu faço, que eu não poderia imaginar nada que me deixasse tão feliz quanto isso. Mas, assim como todas as outras pessoas, tive momentos em que eu pensei: “Estou tomando as decisões certas?”

E agora você está em Life Sentence. O que fez você decidir fazer outro grande programa de TV?

“Eu sabia que precisava ser exigente sobre o meu próximo passo depois de Pretty Little Liars. Não tinha idéia de que seria outro programa de TV. Eu pensei que ia fazer uma pausa, viajar pelo mundo por um ano, ou fazer algo na Broadway. Então eu recebi esse roteiro, e eu sabia no meu intestino que eu tinha que ser a garota que interpretaria essa personagem. Eu tive que trazer esse mundo à vida. Estou feliz por ter feito isso, porque criativamente, eu realmente precisava disso. Era um daqueles lembretes que eu estava no caminho certo. É apenas uma série especial e uma história especial sobre uma garota que pensou que ia morrer e conseguiu essa segunda chance na vida. Ela tem que descobrir quem diabos ela é e tem que redescobrir seus relacionamentos e descobre que sua família é absolutamente insana e disfuncional e o mundo é uma merda às vezes. Todos podemos nos relacionar com não saber quem nós somos, e eu realmente gravitei em relação a sua história “.

Você é o tipo de pessoa que vive o momento?

“Eu não sou. Eu sempre estou 10 passos à frente, sempre sou como “Oh, o que eu tenho que fazer amanhã?” Tanto, que eu sinto falta de momentos realmente bonitos. Mas minha personagem, Stella, é o oposto. Ela é tão espontânea, e apenas aprecia tudo a sua volta. Eu aspiro ser mais assim, porque há muitas vezes em que eu sou, ‘Wow, eu realmente não gostei disso porque eu estava preocupado com X, Y e Z.’ Então, é algo que eu trabalhando”.

Você disse adeus à Pretty Little Liars há mais de um ano, mas você ainda sente como se estivesse conctada com essa série?

“Eu sinto que essa série sempre me acompanhará, porque foi um fenômeno, sabe? Foi um grande negócio para muitas pessoas, e o sucesso que teve ainda sopra minha mente. Mesmo que alguns dias seja como uma lembrança distante, eu serei lembrada na rua, ‘Oh meu Deus! Eu assisti a todos os episódio de Pretty Little Liars! “Então eu acho que sempre será minha pequena sombra, que eu acolho e abraço”.

Você mencionou isso antes, mas você faria Broadway?

“Eu adoraria fazer a Broadway. Essa foi a primeira coisa que veio na minha cabeça. Eu amo música, eu amo cantar. Eu acho que a Broadway é o teste final de um artista, por causa de toda a preparação e ensaios e fazer isso ao vivo todas as noites, oito shows por semana. A luta pra mim seria… Eu sou tão perfeccionista. Quero que as coisas estejam certas o tempo todo, e ser capaz de deixar as coisas escorregarem seria difícil para mim. Talvez um dia faria a Broadway, mas sempre estou tentando fazer coisas novas e coisas que me assustam. Eu não acho que você tenha que viver nesta pequena caixa, eu acho que você pode fazer o que quiser “.

Você está fazendo alguma coisa no mundo da música?

“Acabei de terminar este filme de animação onde interpreto uma cantora. Eu adoraria apenas fazer álbuns e escrever e estar no estúdio o dia todo – adoro essa parte. Mas foi muito difícil para mim abraçar a parte de turnê [depois do meu último álbum]. Performar ao vivo me fez deixou muito ansiosa o tempo todo, eu estava tipo: “Por que estou me colocando para fazer isso, se isso me faz virar uma bagunça?” Eu tive que dar um passo atrás e reavaliar como eu queria fazer música e onde ela se encaixaria. No final do dia, ainda é meu hobby, eu amo mais a música do que qualquer coisa. Eu adoraria fazer outro álbum e, obviamente cantar através de trabalhos na atuação. E, você sabe, meus grandes sonhos da Broadway que eu falei sobre [risos]. Então, veremos “.

 

Fonte: Coveteur

Salvo em: Uncategorized
Lucy Hale Brasil • Layout por Lannie D